Escolha o seu idioma

29 de agosto de 2020

Ruínas


Chega o fim do dia envolto em ruínas e desolação.
O pó da estrada confunde-se com a cor das pedras velhas e destruidas.
O céu mistura-se com os tons do cenário.

Só, avanço pelo meu caminho observando o que me rodeia e da desolação faço esperança, na destruição ergo castelos, no pó deixo crescer ervas verdes e no céu faço laivos brancos num azul imaginário.

A vida é um constante renascer sempre que fazemos sonhos nos nossos piores pesadelos.

(Trazeiras do Santuário de Nossa Senhora da Pedra Mua, Cabo Espichel, Sesimbra)

23 de agosto de 2020

Suave entardecer


O cinzento do dia trouxe a tranquilidade no seu entardecer, o vento deixou uma suave brisa morna de  final de verão e o silêncio fez-me companhia no olhar.
A felicidade está nas pequenas coisas da vida. É simples ser feliz.

20 de agosto de 2020

Entre o mar e o céu


Do azul do céu e do mar trago o sabor do vento e o cheiro do sal, do verde do chão trago a certeza de onde quero ir.
Aqui sou livre e sinto a esperança de que tudo vai passar.

(Ermida da Memória, Cabo Espichel, Sesimbra)

15 de agosto de 2020

No túnel


No túnel procuro o fundo, no fundo procuro a luz e se achar a luz ao fundo do túnel um caminho irei encontrar.

(Santuário de Nossa Senhora da Pedra Mua, Cabo Espichel, Sesimbra)